Show ao vivo entrar em contato

Show ao vivo entrar em contato
bruninha@lojadoprazer.com.br

Translate

sábado, 25 de outubro de 2014

Muito booom! Tem gente que tá precisando ler. :)

Inveja, palavra proveniente do latim invidĭa, significa o desejo de obter algo que outra pessoa possui e que você não tem. Representa a tristeza ou o pesar pelo bem alheio.

De acordo com o psicoterapeuta e escritor José Luis Cano, a inveja nada mais é do que “um fenômeno psicológico muito comum que causa um grande sofrimento para muitas pessoas, tanto para os invejosos como para suas vítimas. Ela pode ser explícita e transparente, ou formar parte da psicodinâmica de alguns sintomas neuróticos. Em todos os casos, a inveja é um sentimento de frustração insuportável perante algum bem de outra pessoa, causando o desejo inconsciente de danificá-lo”.

Cano também afirma que um indivíduo invejoso é um ser insatisfeito, seja por imaturidade, repressão, frustração, etc. No geral, essas pessoas sentem, consciente ou inconscientemente, muito rancor contra outros que possuem algo que elas também desejam, mas que não podem obter ou não querem desenvolver (beleza, dinheiro, sexo, sucesso, poder, liberdade, amor, personalidade, experiência, felicidade).

É por isso que o invejoso, ao invés de aceitar suas carências ou perceber seus desejos e capacidades e assim desenvolvê-los, odeia e deseja destruir todas as pessoas que, como um espelho, lembrem-no da sua privação. Em outras palavras, a inveja é a raiva vingadora do impotente que, em vez de lutar por seus anseios, prefere eliminar a concorrência.

A inveja tem inúmeras formas de expressão: críticas, ofensas, dominação, rejeição, difamação, agressões, rivalidade, vinganças.  O psicoterapeuta espanhol José Luis Cano assinala que “na escala individual, a inveja costuma ser parte de muitos transtornos psicológicos e de personalidade; nas relações profissionais e de casal, ela está envolvida em muitos conflitos e rupturas; e na escala social e política, sua influência é imensa”.

Já o catolicismo considera a inveja como um dos sete pecados capitais, uma vez que ela constitui a fonte de outros pecados. O invejoso deseja ter algo que o outro possui, sem se importar em prejudicar a outra pessoa, para obter esse bem. Para o cristianismo, esse sentimento baixo e ignóbil é inaceitável, já que cria uma situação que causa infelicidade e dor para o outro indivíduo.

O poeta italiano Dante Alighieri, na sua obra o Purgatório, o segundo dos três cantos da Divina Comédia, define a inveja como “amor pelos próprios bens pervertido ao desejo de privar a outros dos seus”. O castigo para os invejosos era ter seus olhos fechados e costurados com arame, para que eles não vissem a luz (porque haviam tido prazer em ver os outros sofrerem).

2 comentários:

  1. A inveja tem dois lados.
    Invejar alguém é um sentimento péssimo, e muitas vezes corrói quem o faz...
    MAS causar inveja nos outros apenas por ser quem você realmente é não deixa de ser algo um tanto quanto divertido.

    ResponderExcluir
  2. Sorrisão lindo, a questão, é não estabelecer diálogo com os invejosos[as]. Ignorar. Desprezar. Viver a vida como se eles não existissem. E eu sempre disse isso a você, desde o começo, para não dar ibope, porque isso neutraliza-os por completo. Mas você não escuta, ainda puxo a sua orelha vai ver só!!! =/ rsss
    Beijooooooooooo sorrisão lindooooo... ;-)

    ♣Remy♣

    ResponderExcluir

Peço que por favor deixem somente comentários sensatos e que não faltem com respeito. Agradeço desde já! Beijos da Bru!

Pedofilia é crime!!

Pedofilia é crime!!