Translate

sábado, 25 de agosto de 2018

Respondendo as questões que pedi em meu twitter. Parte 3

Em resposta a 
Assisti você outras vezes, na época você não trabalhava como acompanhante. Agora você abriu essa possibilidade, o que mudou na sua cabeça ou na maneira como você encarava a profissão de acompanhante?


Por quê selecionei essa questão?
Bom, vou tentar responder da maneira mais resumida. Vai ajudar as pessoas a conhecerem o início de tudo.

Eu vivia em meu mundinho fechado de webcam. Jamais imaginei que algum dia eu fosse abrir a possibilidade de atender, todos sabem que eu recusava e me recusava a isso antigamente. Nunca desmereci nenhuma mulher por ser acompanhante, na verdade sempre fui muito fã delas.
A coragem e em determinadas situações o sangue frio sempre me fez admirar cada uma.

Enfim...

2017 foi um ano de coisas novas pra mim. Foi onde eu comecei a abrir um pouco mais meu espaço.
Bruninha x Pessoas ao vivo, por assim dizer.
Começou quando participei da Erótika Exxxperience nesse ano. Fiz inúmeras apresentações de striptease ao vivo. Foram três dias cansativos e de dar calos nos pés, salto o dia inteiro e eu não conseguia ficar parada, sentada quieta.
Nesses três dias de feira, conheci muita gente; fotógrafos de rodeavam, pessoas e mais pessoas pedindo pra tirar foto comigo, Otávio Mesquina me entrevistou, a colunista da Veja São Paulo Ana Carolina Soares também me entrevistou e as coisas foram acontecendo tranquilamente.... Nesse meio tempo que as pessoas que até então me viam apenas pela webcam no Camerahot, tiveram a primeira oportunidade do primeiro contato real comigo. Fotos, conversas, risadas, amizades concretizadas. Ganhei presentes de um fã querido inclusive!

Nos meus shows as pessoas me assistiam através de um vidro. Em outros, por um valor mais alto, elas poderiam sentar na cadeira no mesmo lado que eu e eu faria um show especial de lap dance.
Teve mulher de aniversário que ganhou uma dança especial, teve fã do tempo de webcam... Teve show individual. A partir desse momento a webcam se tornou insustentável pra mim. Surgiu aí uma necessidade enorme de fazer apresentações ao vivo, como atualmente faço; surgiu uma necessidade enorme de coisas diferentes. Eu me conheço, sei que quando isso acontece, das duas uma: Ou dá certo ou da merda. No início foi frustrante porque eu não tinha muito conhecimento desse mundo ali fora. Eu era uma borboleta recém saída de um casulo. Então tive que segurar a onda e seguir com a webcam por mais um tempo.
Quem me acompanha sabe que tenho um canal no Pornhub: https://pt.pornhub.com/users/bruninhafitness ... E foi aí, que eu tornei possível um pouco mais de proximidade. Como? Eu fiz um sorteio e o(a) ganhador(a), faria um vídeo comigo. Homens, mulheres e até mesmo casais participaram. Um casal muito querido ganhou. Foi um prazer literalmente conhecê-los!

Eu já havia conhecido pessoas na feira, fiz o sorteio pra um vídeo comigo... O quê mais iria acontecer?

Enquanto tudo isso acontecia, eu já tinha recebido convite pra fazer filme pornô. Eu recusei até o momento em que parei pra pensar a respeito do vídeo acompanhada, onde dei a chance de qualquer pessoa participar e ter um momento comigo.
Por quê eu recusava? Porque no reality porn, A Casa das Brasileirinhas, eu teria que fazer uma cena com um assinante sorteado pela produção e isso estava fora de cogitação. Eu era apenas uma camgirl; como eu iria seguir dizendo que meu contato era apenas virtual, se eu fizesse cena com um assinante na casa? Era inviável! As pessoas passariam a confundir e a me questionar - o fato delas me questionarem não teria problema, mas o fato delas terem razão... Isso iria me incomodar.
Não permitir contato fora da webcam mas fazer sexo com um desconhecido. Oi? Não que eu não tenha minha vida quase off de putarias, mas ali seria diferente, querendo ou não. Não seria em off, nem um pouco em off.

Mas aí pensei... Qual a diferença entre um assinante e uma pessoa sorteada pra fazer vídeo comigo?

Exato!! NENHUMA! Nenhuma diferença!!

E foi em Janeiro desse ano (2018) que eu aceitei o convite pra fazer filmes.
Antes recebi o convite de uma mulher que se auto intitula, ham... Empresária. rs Não citarei nome porque ao contrário dela, fui bem educada e mantenho minha ética. Não desço ao mesmo nível.
Por sinal na época eu nem falei nada, mas extremamente mal educada, nem um pouco profissional e com uma falta de ética tremenda. Qualquer pessoa sensata que a conhece, fala a mesma coisa. Lamentável.
Após ela me buscar em dezembro de 17, final de dezembro inclusive, pedi alguma coisas específicas a serem esclarecidas, eis que quase duas semanas depois, por sinal já era janeiro.. Ela me respondeu. Como ficou muito em cima da data citada pela mesma, eu infelizmente não poderia ir. Pedi desculpas a ela pelo tempo investido nos esclarecimentos, agradeci e falei que voltaria a chamá-la pra poder participar no mês de fevereiro.
A santíssima me xingou e ainda me chamou de enrolada, disse que não trabalhava com pessoas assim.

Moral: Recusei, felizmente perdi a oportunidade de trabalhar pra uma pessoa totalmente desequilibrada, que me xingou sem necessidade, me chamou de enrolada sendo que a mesma levou quase duas semanas pra me responder coisas simples que EM UM DIA, eu já tinha esclarecido de forma mais detalhada e profissional com outra pessoa após esse ocorrido.

Jóia. As pessoas tem prazer em serem filhas da puta por pouca coisa. Acho incrível isso.
Dessa vez, somente dessa vez eu resolvi ser tão filha da puta quanto.
Mexi 'meus contatinhos' e consegui agendar minha ida pro reality da Brasileirinhas em janeiro mesmo, sem nenhuma desgraça querendo me cobrar um absurdo de comissão e eu mesma negociando tudo. Quem tem boca vai a Roma. Ganhar comissão as minhas custas? Não mesmo. :)
Deixei tudo em ordem por aqui (minha casa), alguém confiável pra cuidar dos meus filhotes e me larguei!

Bruninha inserida no pornô com sucesso! Check! ✅

E foi um sucesso mesmo! Levei Miss Brasileirinhas Férias, sem intensão alguma. Voltei em Fevereiro e levei o Miss Fevereiro também. Não voltei em Março porque justamente fiquei em SP até início de Março e queria voltar pra SC, saudade de casa gente! Voltei pra Casa das Brasileirinhas em Abril e aquela morena porreta de gata. ganhou. A Jéssica. Gravei fetiche com ela no mesmo mês e ela aceitou o convite pra entrar também após ter conversado comigo. Título merecido!
Depois daí fui recebendo convite de outras produtoras. Safada.TV amo vocês viu!
(Beijo pra mãe, pro pai.. Pro amigo do primo do vizinho... haha)

Fiz super produções pro Sexy Hot, fui capa de filmes das Brasileirinhas (ah eu tbm amo vocês viu produção!!) e inclusive a poucos dias atrás, tive uma estréia no Sexy Hot. Foi topzêra me assistir ein!
Gatchênha!! hahaha

Não, eu não perdi meu raciocínio. É necessário que vocês saibam que uma coisa levou a outra, sem calcular nada. Sabe aquela música:

"Deixa acontecer naturalmente..." Foi assim, simplesmente.

Sempre recebi propostas pra sair por dinheiro. Não foram uma, duas, três... Cacete. Todo dia era umas três. Por twitter, e-mail, instagram... E oque as pessoas não entendem, é que quando a mulher não faz, ela se chateia em repetir que não, demasiadamente. Realmente enche o saco. As pessoas liam que não, não, não... E ainda assim, insistiam. Por isso eu digo a vocês, não é não. Hoje em dia eu faço e eu respondo o quê? Sim, eu atendo.
Nunca tive nada contra, pra mim isso é uma decisão pesada!
A sociedade é nojenta e por conta disso, eu encaro com o maior respeito!
O fato de você dizer 'não', não significa jamais desmerecimento a quem faça.

Pornô é pornô. Programa, é programa.
Mas de certa maneira, você está ali transando com uma pessoa por dinheiro, pra todo mundo ver.
As acompanhantes transam por dinheiro, entre 4 paredes.

Bingo!! Se me pagando no pornô eu transei com homens sem me sentir atraída, e apenas pelo tesão momentâneo, por quê não poderia fazer isso fora dali? Afinal de contas eu tenho tesão em dar! DAAARRRR! Capiche? 

Porque sim, eu aceitei convite pro porn pra me divertir. Me amarrei, achei da hora. Dei mesmo, Gozei. Gostei e fiquei! Meu tesão era... ROLA! PAU!
(Desculpem a maneira escrachada como tenho escrito, é que não vejo como me expressar de maneira mais esclarecedora que essa, até tem como mas ai ficaria tipo aqueles porn "Introduza seu pênis em minha vagina, por favor"!... Não tem como ser culta nessas horas).

E aí após alguns pensamentos que eu prefiro não expôr, pelo menos por enquanto... Eu resolvi começar a atender. Já que sou tão desejada e as pessoas me buscam tanto e eu tenho tesão em séquiço...
É dando que se recebe! LOL Não resisti o trocadilho!! soaiHOSAHSOHSO


Enfim, muita coisa não só mudou em minha cabeça, como também expandiu.
Vocês leram o modo como uma coisa levou a outra. Isso não acontece com todas, não mesmo. Mas EU permiti. Passei a fazer pornô por opção, diversão. Virei acompanhante por opção, JAMAIS POR NECESSIDADE E/OU OBRIGAÇÃO. Que isso fique bem claro!
Passei a ter mais respeito ainda por essas mulheres que já eram acompanhantes anos luz antes de me tornar a Bruna.

Embora eu não esteja acessando o Camerahot, ainda sigo na atividade como camgirl.
A mudança está me dando trabalho povo. Estou indo embora de São BEnto do Sul final desse mês de Agosto e até lá, tenho muita coisa pra encaixotar e depois pra desencaixotar e organizar... AAAAAHhhhhhh! rs 


Esperam que tenham curtido esse resuminho... xD

Beijos!!


Juliãooo detonou nessa foto!
@juliocesarfotografo / Quem quiser conferir o excelente trabalho dele, visita e segue @retratos.moca.bonita 😉
Make que eu não canso de divulgar nunca da minha divina @makeupkellydias e a única mulher que eu deixo encostar nos meus cabelos @mendesihair 😍
Locação pra não por defeito no @estudiojardimguedala ! Excelente pra gravações, ensaios, workshops.. 🤘
(@'s do instagram)





terça-feira, 21 de agosto de 2018

Respondendo as questões que pedi em meu twitter. Parte 2


Em resposta a 
Olá.. Sexo e uma gostosa troca de carinhos que podem render 💰💰 a garota. Mas é possível ainda dar a cada um, aquele momento mais que especial?


Curiosa essa questão, não?

Nenhum sexo é igual a não ser que você viva uma rotina totalmente porre em seu casamento, onde toda noite (ou quase toda) você mete simplesmente pra dar aquela gozadinha típica no papai e mamãe, com a única finalidade de saciar o SEU prazer; ou no caso da mulher, conta quantas metidas foram dadas, não goza e só vira pro lado e dorme frustrada - porque não tem boca pra falar do que gosta ou não dá a mínima pra sua vida sexual e vira uma mal comida tão chata quanto sua rotina. Isso quando ela não finge estar cansada ou com dor de cabeça. Minto?

É muito possível dar a cada pessoa que se atende, um momento especial.
O fato da pessoa estar comigo, muitas vezes já é um momento especial pra ela. Não estou me colocando em um pedestal. Falo isso porque muitos homens tem o sonho de passar um tempo com determinadas mulheres e eu felizmente sou uma delas; me sinto lisonjeada por ser tão desejada.

Os atendimentos se tornam especiais porque tudo é único. Cada pessoa tem seu jeito de tocar, de olhar, de fazer o sexo oral, de meter... Dentro disso, o meu jeito acaba sendo único com ela também. A pessoa que está comigo, sem querer acaba conduzindo meu comportamento com ela, sexual e não sexual.

Eu trato todos extremamente bem, com carinho, educação, com tesão.

Isso começa já na maneira como respondo um e-mail.
A parte principal do meu e-mail quando me buscam, é padrão. Embora seja padrão ela é totalmente esclarecedora e necessária; isso me poupa tempo e não preciso escrever a mesma coisa sempre, sendo repetitiva.
Se ela me tratar bem por e-mail, ela será bem tratada. Se ela for automática, eu serei automática.
Quando ela pergunta se estou bem, me sinto no dever de perguntar o mesmo a ela, pois ela teve essa preocupação ao me escrever.
As coisas acabam sendo recíprocas porque eu não sei ser diferente. Não sei ser expressiva com pessoas vagas, mas sei ser expressiva com pessoas que passam a mesma energia pra mim.

Quando as pessoas me buscam, elas buscam com intuito de algo ser diferente e é isso que elas encontram comigo. Não sou mecânica, não faço um circo de gemeção porque não sou sínica. Cada pessoa vai me proporcionar prazer de uma maneira diferente e meus posts irão colaborar muito com isso.

Esse algo especial acaba sendo tão individual, que não sei como explicar pra vocês. Realmente não sei. Mas é algo que eu sinto, é algo que embora eu não saiba explicar... Tenho a maior facilidade em demonstrar na prática. Não requer esforço algum, apenas a acompanhante tem que gostar verdadeiramente do que está fazendo. No caso eu e eu realmente gosto.
Não consiste em chegar, tirar a roupa, ficar de 4 ou erguer as pernas de frente. Eu tenho o meu jeito de iniciar tudo, é um jeito meu, único e a pessoa se envolve comigo desde o primeiro instante.

O especial é isso! O especial é justamente a falta de palavras pra descrever. Do contrário não seria!

Requer demonstração e não palavras.


Clichê? Pode ser. Mas não falha NUNCA.




Respondendo as questões que pedi em meu twitter.

Em resposta a 
Tenho percebido que ser acompanhante é mais aceitável na sociedade do que atriz porno, vc já fez essa análise e teve essa observação?

Bom dia!! Pedi em meu twitter dúvidas/curiosidades/perguntas sobre minha nova fase, vou tentar responder todas porque achei muito interessante oque me enviaram. Então, lá vai!
Antes de mais nada, vale lembrar que não sou dona da razão, nem da verdade. Vou responder com base no meu ponto de vista E, aceito respostas e pontos de vista de quem ler oque aqui irei falar. ;)



É uma analise extremamente simples de se fazer.
O simples fato da sociedade ainda seguir um esteriótipo familiar (namorar, noivar, casar, ter filho(s), construir uma família e constituir um ambiente educativo moral aos bons costumes... UFA!!) acaba gerando desconforto, oque gera o preconceito; é difícil ver aquilo que é feito entre 4 paredes e que infelizmente é visto como algo degradante (muito compreensível) de maneira tão exposta. As pessoas ainda não estão prontas pra tanta informação explícita, não sabem lidar com isso em público e mesmo com seus parceiros ainda sentem vergonha de assistir um filme. Na verdade não sei quando é que estarão prontas, se é que um dia estarão.
Inclusive aconteceu algo que é difícil, comigo: Me espantar com algo.
Conheci uma mulher e não é mais nenhuma mocinha, com anos e mais anos de casamento, que ao ver um filme meu ficou espantada e nas palavras dela:
"Bia, vou ter que perguntar... Faz de verdade?"
Ela acabou 'confessando' que nunca assistiu um filme adulto com o marido. Casal com filhos criados e casados, família feita e que levam os bons e velhos costumes familiares, a risca.
Minha resposta foi sutil e eu respondi rindo, claro. Não debochando, a risada foi porque me vi numa situação em que deveria explicar 'a coisa' de uma maneira mais suave e não no português claro como costumo fazer; minha ideia era não causar, não assustar - visto que ela conhece minha vida, sabe com quem ando e sabe obviamente mais que vocês todos juntos.
Respondi que é como uma gravidez, não existe meio termo; não existe meio grávida.
Sexo ou se faz ou não faz. Tirando claro aquele pornô que nós assistíamos no Cine Prive escondido no quarto e sem som, pros pais não ouvirem.
Pode ser mecânico, mas sim... Mete! (Não falei isso, tá!) rs
Até brinquei com ela que indicaria uns filmes bons, sem minha participação, claro. rs


Mas vamos voltar a análise:
A mulher que faz pornô sempre será vista como uma mulher que não tem respeito por si, oque realmente com relação a algumas atrizes, sou obrigada a concordar (infelizmente). Por quê? Porque vinculam suas imagens com atores escrotos que denigrem a imagem feminina, falam mal inclusive das atrizes que estão/estiveram em cena. Quem me acompanha sabe de quem falo e a quais me refiro, dispenso citar nomes aqui. Já outras atrizes tem o maior gosto em esculhambar sua própria imagem com legendas nojentas a troco de mídia barata e seguidores. Acho repugnante, acho sim e falo sem o menor receio.
Numa conversa que tive há umas semanas atrás quando estava inclusive me preparando pra uma gravação, citamos sobre o preconceito e sobre o modo como as atrizes são tratadas em alguns lugares. Eu nunca sofri preconceito ao vivo, pela internet também não lembro.
Vale ressaltar que difamações de haters pra mim não é considerado preconceito. Gente que odeia sempre vai falar coisas negativas a seu respeito.
Ah! Pela internet foi apenas numa entrevista que fiz, mas respondi cada uma porque assim como falam oque bem entendem, eu também tenho o mesmo direito. Óbvio que eu não não xinguei e não usei palavreado chulo, mantive minha compostura. E é aí que eu quero chegar:
O modo como a mulher que faz pornô se posiciona, muda TUDO!
Não é porque a mulher faz pornô que ela deve esculhambar tudo na vida pessoal dela. É é por isso que o preconceito, a aceitação ou a falta da mesma, tem tanto poder.

A mulher que faz programa, faz tudo entre 4 paredes.
Ela é discreta no dia-a-dia dela.
Ela mantém pose de mulher fina - porque a maioria é de luxo e a imagem que fica é a imagem de uma mulher que sabe se portar diante de qualquer situação, em qualquer local.
Infelizmente até o modo de se vestir acaba tendo uma influencia enorme. Mas isso vale tanto pra gp's quanto pra atrizes; quando tiram pra se vestir mal... Capricham.
Hoje em dia virou moda fazer programa e todas falam a mesma coisa: Eu dava de graça, por quê vai mudar o fato de cobrar?
Vocês não tem ideia do número exacerbado de mulheres que atendem e não anunciam. Mulheres próximas a vocês podem fazer e vocês nem imaginam!!

Compostura é a palavra chave.
Quando me perguntam oque faço, eu falo. Podem perguntar pra qualquer pessoa próxima a mim ou que me conheceu; eu falo! Seja camgirl, atriz pornô e agora como acompanhante. Eu não tenho vergonha, não tenho problema com isso porque eu sou bem resolvida; não sou emponderada, sou BEM RESOLVIDA. Ao contar abertamente oque faço, as pessoas se espantam e dizem que jamais imaginariam que eu fizesse e que eu teria tanta tranquilidade ao falar sobre. Eu faço minhas brincadeiras, sou louca... Mas sei me comportar, me portar, falar, ser séria quando devo ser; tudo tem hora e lugar.
Isso gera curiosidade. O simples fato de eu falar abertamente e de uma maneira que não seja invasiva aos costumes e crenças, acaba deixando as pessoas confortáveis a me perguntarem as coisas, fazendo com que o assunto se estenda por horas e a pessoa, com os olhos brilhando... Capta cada palavra minha. Felizmente sou bem instruída e não é pornô que vai criar esteriótipo de burrice e acefalia em cima de mim.

Deu pra entender a análise?
A exposição causa todos os tipos de pensamentos e julgamentos. As pessoas tem o costume de falar muito mais daquilo que vêem do que daquilo que suspeitam. Elas tem mais facilidade em aceitar aquilo que suspeitam, do que aquilo que vêem e que não condiz com seus costumes.
A sociedade é hipócrita, é óbvio. Mas não é difícil de lidar com ela quando você sabe onde pisa. ;)

_________________________________________________________________________________





Venha me conhecer online!!






sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Causou!

Boa noitee!!

Meu último post causou! Causou positivamente! Adorei... Adorei!
Recebendo inúmeras mensagens parabenizando pela minha coragem, mensagens pela busca por meu atendimento, mensagens de mulheres que falaram que gostariam de ter a mesma coragem que eu...

Como já respondi em alguns e-mails, vou poupar o tempo de vocês a respeito de uma informação importante. Como estou em meio a uma mudança, não irei voltar pra SP esse mês de Agosto; estou em minha pacata cidade onde nada acontece, São Bento do Sul. Então quem tiver aquela baita disponibilidade, pode vir pra cá :) É longinho mas distância não é desculpa. Quem tem interesse faz esse esforço e eu garanto que farei valer cada segundo! ;))

Voltando...
Recebi até mensagens de amigos próximos, não.. Não pra atendimento... rs Mas curtindo a ideia e me convidando pra passar temporada na cidade deles e agitar por lá, deixar meu perfume por onde passar. :P

Realmente, como muitos já me disseram, a vida é minha e faço dela oque bem entender. Chegaram a me falar que não devo ficar dando satisfações dela. Mas não estou dando, jamais farei isso porque como dei uma brecha no post anterior (a pessoa que já e dona do meu coração)... Nem ela me pede satisfações do que faço. Ninguém mais fora essa pessoa, seria digna disso.
Não peço permissão em minhas redes se posso ou não fazer algo. Apenas deixo claro que pra me tirar do meu eixo de paz e tranquilidade, está impossível. A muito tempo não tinha meus pés tão no chão como tenho tido. Esse foi o ano de colocar as coisas e ordem e experimentar coisas novas.
Se tem algo que estou levando a risca, é o fato de que não só devo, mas me sinto na obrigação de viver tudo oque tenho direito antes de morrer, porque depois male mal levarei a roupa do corpo. Inclusive, quem cuidar do meu enterro um dia, que me vista decentemente; é a única coisa que levarei comigo, Por favor!

Tenho alguns planos em mente e no próximo mês pretendo colocar cada um em prática.
Infelizmente cancelei minha visitinha ao pessoal de Brasília mas tratarei de remarcar assim que possível.

Esqueci de contar uma coisa bem bacaninha que rola em meus atendimentos?
Já pensou em filmar tudo? Ter de lembrança depois? Sim, eu torno isso possível. Com direito a rosto e tudo. Se você permitir, também gostaria de filmar pra depois eu postar em meu canal (sem seu rosto pra mantermos a discrição e sua identidade totalmente em segredo).
Pelo menos ao contar pros amigos, vocês terão como provar... Agora pensem aqueles que já sai em meio as minhas loucuras que não puderam tirar nem uma foto! rs Típicas histórias de pescador.
"Aquela mulher jamais daria se quer uma olhada em você, mentiroso!"


quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Perguntas

Qualquer dúvida relação aos meus atendimentos, por favor me escrevam!

 - brucamerahot@hotmail.com

Não irei disponibilizar meu número de whats porque ele é pessoal, mas em breve terei um número específico para atendimento, oque facilitará muito nossas vidas. :) Peço paciência até que eu me organize com tudo, certo?! 

Obrigada!

Vamos abrir o jogo?



Bom, não é  mais segredo que tem um tempo em que resolvi me tornar acompanhante de luxo. Creio que também nunca fui segredo, nunca escondi; apenas não abria o jogo por ser seletiva - e continuo sendo! Por quê após tantos anos recusando?
Porque cansei de tudo na minha vida. Já falei pra muita gente e farei questão de ressaltar aqui também:
Sou um ser humano carente de coisas novas na vida. Com o tempo tudo oque faço vai perdendo a graça, vai perdendo o sentido e por conta disso, não sinto emoção alguma.
Tenho uma necessidade extrema, enorme, gigante e indescritível e sentir emoção e necessidade de renovação pra que eu possa seguir adiante. Tudo tem prazo de validade pra mim, infelizmente. Raríssimas pessoas conseguiram se tornar exceção da regra,
Eu só tenho UMA coisa na vida a perder e felizmente isso não está previsto acontecer. Fora isso, pra mim tanto fez, tanto faz, tanto irei fazer.
Meu trabalho é baseado em putaria, meu cotidiano é resumido em putaria... Minha vida se tornou pura putaria e oque nunca tem crise, é putaria!

Dinheiro fácil? Não! Tenha certeza que existem dificuldades que você aí do outro lado que está me apedrejando, nunca irá passar - obviamente porque suas escolhas foram diferentes das minhas - oque também não lhe dá o direito de me julgar por conta do caminho que resolvi seguir.
Todos temos nossos demônios, oque nos difere é o quão eles podem nos fazer sofrer ou não, quais danos podem causar ou não, etc... Toda moeda tem dois lados.
Adoro o ditado que diz: 'Cada pessoa sabe a dor e a delícia de ser oque é.'

Gosto de dinheiro, gosto de conforto, gosto de vida boa e nisso, não somos nada diferentes; talvez oque nos torne diferentes é o fato de gostar realmente do que faço e você detestar oque faz.

Não tem muito tempo me perguntaram se eu realmente sentia tesão em transar por dinheiro. Respondi que sim, porque de fato eu sinto. Mas fiquei analisando qual a diferença em transar por dinheiro ou de graça. O prazer não faz distinção de sexo pago ou free. O prazer visual nas notinhas, sim. Ah é um prazer ver as verdinhas e ainda proporcionar prazer pros homens que tanto me desejam e me desejavam há anos. Tornar possível aquilo que eles sempre sonhavam... Ver as expressões de tesão nos rostos, de não acreditar naquele momento, no que está acontecendo... Na reação deles me tocando e ainda assim não crendo que sou eu... No fim das contas oque me dá prazer é transar, o dinheiro é uma consequência maravilhosa. Juntei o útil ao muito agradável.
Pode ser que um dia se torne mecânico, mas acho difícil. Muito difícil.
O fato de não conseguir ser de uma só pessoa, fisicamente falando... Faz com que seja prazeroso todo o processo antes de um atendimento e durante. Mas após anos, confesso e vou contar um segredo: Minha mente e meu coração, já possuem dono. Chocados? Esperem porque vou contar muito mais coisas pra vocês.

A cada atendimento, se a pessoa me permitir claro, eu irei contar como foi. Não, não estou imitando Bruna Surfistinha, embora eu tenha admiração pela mulher que ela é. Não vou dar notas. Quero apenas compartilhar minhas experiências e quem sabe assim, dar aquelas ideias bacanas do que fazer ou não com uma mulher na cama e assim já aproveitar e contar mais coisinhas ocultas a meu respeito.
Faremos com que seja uma troca de conhecimento, informações e assim vocês poderão me conhecer mais e melhor ainda.

See you..






sábado, 4 de agosto de 2018

Estréia da Super Produção Sexy Hot em parceria com Brasileirinhas

É hoje... 


Boa tarde

Espero que estejam bem!
Sumi, eu sei. Tenho tido outras prioridades. Me desapeguei de muita coisa e estou vivenciando coisas novas, diferentes. Sim, coisas que eu nunca imaginei que faria e inclusive me recusava. Porém, se eu soubesse que era tão tranquilo, teria feito muito antes. Descobri que meu limite não existe.
Fiquei mais sociável e ter conhecidos pessoas novas tem me feito bem.
Antes eu vivia no meu casulo e não dava chance pra isso, vivia enfornada em casa, entrava no site e ia treinar, voltava do treino e entrava no site... O que era pra não ser rotina, virou rotina.
Um pouco de rotina não mata ninguém, mas quando ela se torna excessiva, é matadora.
A porra da verdade é que eu queria falar muito mais, mas vou me poupar. :)

O importante é que estou gostando das coisas que tenho vivido. Não tenho programado nada e estou deixando acontecer simplesmente. Tem sido bom e feito bem ter amizades de pessoas que me entendem e partilham da mesma linha de raciocínio; pessoas que estão sendo fiéis e que me fizeram ver além, ver que a vida é valiosa pra não se permitir e pra deixar passar assim, de maneira vaga, vazia.
Me fizeram ver o quão importante é ter pessoas ao lado; rir, sair, se divertir, reunir as melhores vibes nem que seja pra sentar na calçada e falar besteira... Elas me ensinaram o valor que isso tem!

Enfim, ao pessoal que ainda não sabe, eu a Mel Fire estaremos em Brasília a partir deste dia 26/08.
Para mais informações, basta me escrever por e-mail: brucamerahot@hotmail.com




Foto @bagaoadega 

Hair @mendesihair 







Pedofilia é crime!!

Pedofilia é crime!!